Negócios em Maputo

O mundo é muito grande e só agora boa parte dos empresários brasileiros descobriu isso.

Topei com vários hoje na FACIM – Feira Internacional de Moçambique.

Como está aí na matéria da Agência Brasil, gente que nunca tinha pensado em vender pra África e agora vem aqui pra expor de sêmen de boi a catraca eletrônica.

Vender pra Moçambique? Facim, facim.

0/08/2010
Maior feira de negócios de Moçambique atrai 60 empresas brasileiras que miram o mercado africano

Eduardo Castro
Correspondente da EBC para a África

Maputo (Moçambique) – Empresas brasileiras interessadas em abrir mercado na África trouxeram para a 46ª Feira Internacional de Moçambique (Facim) produtos que variam de xampus e sabonetes a catracas eletrônicas. Aberta nesta segunda-feira (30) pelo presidente moçambicano Armando Guebuza, a Facim é a mais importante feira de negócios do país. Este ano, a feira atraiu a atenção de 488 empresas, sendo 60 do Brasil. “O interesse em expôr aqui tem aumentado de ano para ano”, afirmou o organizador do espaço brasileiro na feira, Marco Audrá.

“Essa é a maneira mais segura de entrar em um mercado tão particular”, disse ele. O número de empresas brasileiras na Facim este ano é 40% maior que em 2009. São empresas que atuam em ramos muito diversos, como cosméticos, melhoramento genético de bovinos, higiene e limpeza, mobiliário para escolas, colheitadeiras e até sincronizadores de semáforos.

Segundo Audrá, o mercado moçambicano é menor que o de países como África do Sul e Angola, mas as perspectivas são muito boas. “Aqui há uma facilidade maior de infraestrutura e a economia do país está crescendo muito”. A grande maioria dos expositores brasileiros teve apoio do Sebrae ou do Ministério de Relações Exteriores para alugar espaço na feira e divulgar produtos.

Rodrigo Silva veio “experimentar” a feira de Moçambique. Ele é representante da Digicom, líder do mercado brasileiro de catracas eletrônicas e que também desenvolve sincronizadores de semáforos. Depois de instalar as catracas no metrô do Rio de Janeiro e no sistema paulista do Bilhete Único, a empresa sediada em Gravataí (RS) decidiu expandir os horizontes. Já fez contatos no Marrocos, em Angola e no Egito e, agora, chega a Moçambique. “Viemos nos colocar como alternativa para o mercado, que está se abrindo agora”.

A KJR, empresa paulista que produz ferramentas e conectores elétricos, também veio “testar a aceitação” de seus produtos e achar um representante local. “Como aqui a empresa de energia é estatal, precisamos conhecer bem as regras e os métodos”, disse Mauro Fernandes, representante de Exportações da companhia, que já vende para Cuba e outros países latino-americanos, como Colômbia, Chile e Peru. Mas é a primeira vez que tenta fazer negócios na África.

Mais experiente no continente, a fábrica de móveis para cozinha Poquema, de Arapongas (PR), chegou à Facim com um objetivo traçado. “Quero vender dois contêineres, cerca de U$ 70 mil dólares em mercadorias (R$ 130 mil)”, afirmou o gerente de exportações João Faro, que já tem experiência de fazer negócios na vizinha África do Sul. O mercado moçambicano, disse ele, é promissor. “Aqui estão subindo muitos prédios e o poder aquisitivo da população também cresce.”

Pelos dados oficiais do governo, a economia de Moçambique cresceu 9,5% nos três primeiros meses deste ano. Os empresários não comentam abertamente, mas consideram Moçambique um país onde a corrupção não prejudica tanto os negócios, como ocorre em outros países africanos, onde é “mais frequente e mais cara”, segundo um executivo de uma das empresas brasileiras.

Além de Moçambique e Brasil, empresas de mais 12 países estão representadas na Facim: Portugal, África do Sul, Indonésia, Malaui, Zâmbia, Tanzânia, Espanha, China, Suazilândia, Quênia, Botsuana e Itália.

Edição: Vinicius Doria

Anúncios

Um comentário em “Negócios em Maputo

  1. Tomara seja “facim facim” (rss) vender por aí porque como você mesmo disse a variedade é para todos os gostos hein? Abs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s